transporte-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ntc-logisitica-cnt-comjovem-sest-senat-sp-setcesp-setcergs-fetransul-aldo-rosa-1
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
super-inovador-varejo-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-abras-supermercado-gs1-brasil-em-codigo-1d-2d-(16)
transporte-inovador-2024-rede-brasil-sp-inovacao-esg-ia-aldo-rosa-ceo-palestrante-startups-ntc-logisitica-cnt-comjovem-sest-senat-latbus-transpublico-sp

Terminal Portuário de Vila Velha bate recorde e apresenta maior volume de movimentação de contêineres para um primeiro trimestre

Terminal Portuário de Vila Velha bate recorde e apresenta maior volume de movimentação de contêineres para um primeiro trimestre

Terminal Portuário de Vila Velha (TVV) bate recorde e apresenta maior volume de movimentação de contêineres para um primeiro trimestre

– Movimentação do primeiro trimestre de 2024 somou 56,3 mil boxes, o que representa um crescimento de 63% se comparado ao mesmo período de 2023

– Cenário instiga a discussão acerca da necessidade de novos investimentos e modernizações nos Portos do Brasil, a fim de atender à crescente demanda de exportação e importação no mercado brasileiro

– Log-In Logística Integrada, administradora do Terminal, divulgou recentemente um aporte de R$ 42 milhões, em obras que já estão em andamento no TVV, a fim de torná-lo o primeiro Terminal Portuário da América Latina a contar com operação remota de portêiner

Não é de hoje que o setor logístico tem lidado com a alta demanda de exportações e importações no Brasil. Para se ter uma ideia, no acumulado de janeiro, até a terceira semana de junho de 2024, em comparação a janeiro a junho de 2023, as exportações cresceram 0,7% e somaram US$ 159,61 bilhões. Já as importações, cresceram 3,5% e totalizaram US$ 119,85 bilhões, segundo dados divulgados pelo Governo Federal.

De acordo com Gustavo Paixão, Diretor de Terminais da Log-In Logística Integrada, administradora do Terminal Portuário de Vila Velha (TVV), no Espírito Santo, este cenário se reflete, também, no TVV. No primeiro trimestre de 2024, o terminal contou com o maior volume de movimentação de contêineres para um primeiro trimestre, somando 56,3 mil boxes, o que representa um crescimento de 63% se comparado ao mesmo período de 2023.

Paixão ressalta que a continuidade da forte exportação de café pelo estado do Espírito Santo, contribuiu diretamente para os resultados do período. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), a exportação de café do Brasil no acumulado do mês de junho até a terceira semana, já superou o total exportado em junho completo de 2023.

Outro fator que impactou os resultados do TVV está relacionado ao aumento da importação de veículos elétricos em contêiner flat rack, serviço inédito no Brasil, ideal para grandes cargas, realizado em parceria entre o TVV e a Cosco, companhia chinesa.

Dados da Administração Geral da Alfândega da China mostram que o Brasil é o país que mais compra carros elétricos chineses no mundo, tornando-se o primeiro do ranking mundial em volume no acumulado de janeiro a abril de 2024, somando 88,32 mil unidades. “No TVV, o cenário não é diferente. Somente em 2023, recebemos, ao todo, 44.600 veículos elétricos da China, em parceria com a Cosco. Além disso, fomos reconhecidos como um dos fornecedores destaque da empresa chinesa em 2023, tendo alcançado 25% de participação no volume de carros elétricos movimentados pela companhia”, ressalta.

Desafios eminentes

Paixão ressalta que o Brasil vem alcançando aumentos de produção e negócios com novos mercados, e que este cenário instiga a discussão acerca da necessidade de novos investimentos e modernizações nos portos brasileiros, a fim de atender tamanha demanda. Maiores volumes transportados evidenciam a necessidade de melhores acessos aos portos (aquaviários e terrestres), estrutura de armazenagem, capacidade operacional e produtividade, inovação e tecnologia. Com a vinda desses navios e novas rotas sendo criadas, observam-se importantes gargalos operacionais em diversos portos, com formação de filas, gerando atrasos nos navios.

Nesse sentido, os portos que estão implementando essas modernizações necessárias, visando aumento de capacidade e produtividade, podem, em algum momento, sofrer com redução temporária de capacidade, piorando o cenário. “No caso do TVV, temos investido fortemente em modernizações para aumentar nossa capacidade operacional. Esses investimentos foram e têm sidos cruciais para atender os desafios relacionados ao aumento das importações e exportações através do Espírito Santo, atenuando o cenário que poderia ser ainda pior”, afirma.

Recentemente, foi anunciado pela Log-In Logística Integrada o aporte de R$ 42 milhões, em obras que estão em andamento, para tornar o TVV o primeiro Terminal Portuário da América Latina a contar com operação remota de portêiner. O investimento faz parte do acordo de concessão do TVV, renovado em 2020, que prevê aportes de R$ 147 milhões nos três primeiros anos do novo contrato, chegando a R$ 500 milhões até 2048.

Os três portêineres, que estão sendo modernizados, são os maiores equipamentos de todo o complexo portuário, e responsáveis pela movimentação de grande parte das cargas de contêiner que chegam ao Espírito Santo. “Com as melhorias que estão sendo implementadas nos portêineres, os operadores poderão controlar os equipamentos de forma 100% remota, por meio de um sistema de câmeras que permite uma visão 3D de todo o processo. Isto não só garante mais segurança para as pessoas, como maior performance para as operações”, explica.

Além da modernização dos portêineres, as obras em curso no TVV incluem a implementação de dois novos gates automatizados e a aquisição de um novo semirreboque com capacidade superior à anterior, passando de 35 para 65 toneladas e saindo de 12 para 14 unidades.

Tais investimentos no Terminal tiveram início em 2021, quando foram aportados mais de R$ 82,9 milhões para a aquisição de dois novos guindastes MHC, além de outros equipamentos e sistemas para a melhoria da produtividade da operação. “Nosso intuito é contribuir para que o Porto de Vitória seja um grande exportador e importador brasileiro. Temos capacidade para crescer e otimizar, cada vez mais, as nossas operações, tanto através do investimento em equipamentos e capacidade operacional, quanto no contínuo investimento em pessoas, inclusive com aumento recente do nosso quadro de colaboradores, para atendimento à crescente demanda operacional. No entanto, precisamos fazer isso em conjunto com todos os “elos dessa mesma corrente”. Questões como a promoção de melhorias no canal para viabilizar o acesso de navios de maior capacidade, ampliação dos acessos terrestres e aumento da área operacional do porto precisam ser rapidamente discutidas e implementadas no curto prazo, sob pena de perda de competitividade para outros portos no Brasil”, finaliza Paixão.

Sobre a Log-In Logística Integrada

A Log-In Logística Integrada oferece soluções logísticas customizadas, movimentação portuária e navegação costeira integrada a outros modais e serviços, conectando, por terra e mar, o Brasil e o Mercosul. Atualmente, a empresa possui uma frota de nove navios porta-contêineres, com capacidade total de 24.700 TEUs e que oferecem serviços de navegação com rotas regulares integrando os principais portos do país à Argentina, Paraguai e Uruguai.

Compondo a torre de negócios do Transporte Rodoviário de Cargas da Log-In, a Tecmar é uma empresa do Grupo Log-In Logística Integrada, especializada no transporte LTL Rodoviário, FTL, Gestão de Armazenagem e Transporte de Contêineres, que, junto com a Oliva Pinto, complementa, também, o transporte marítimo de Cabotagem, de Importação e Exportação. Com uma rede de mais de 50 armazéns estrategicamente distribuídos, uma frota robusta com mais de 1.300 veículos próprios, a Tecmar oferece soluções logísticas de Norte a Sul do Brasil.

Essa estrutura completa possibilita a união de uma ampla malha rodoviária de distribuição de cargas fracionadas à malha de Navegação Costeira da Log-In, criando assim um serviço logístico único no mercado nacional, a Rodo-Cabotagem, produto focado no transporte de cargas fracionadas e que soma as melhores características do modal rodoviário e da navegação.

A Log-In também administra e opera o Terminal de Vila Velha (TVV), localizado no estado do Espírito Santo, além de dois terminais intermodais, um em Itajaí (SC) e outro no Guarujá (SP) com operações dedicadas.