Supercomputador da Tesla pode impulsionar a adoção de robotáxis

Supercomputador da Tesla pode impulsionar a adoção de robotáxis

O supercomputador Dojo da Tesla pode aumentar o valor de mercado da companhia em quase Us$ 600 bilhões (cerca de R$ 3 trilhões), impulsionando a adoção de robotáxis e seus serviços de software, disseram analistas do Morgan Stanley. A fabricante de veículos elétricos iniciou a produção do supercomputador usado para treinar modelos de inteligência artificial para carros autônomos em julho e planeja investir mais de US$ 1 bilhão no equipamento até o próximo ano. O Dojo pode abrir novos mercados endereçáveis que “vão muito além da venda de veículos a um preço fixo”, disseram os analistas do Morgan Stanley, liderados por Adam Jonas, em uma nota no domingo, 10.

“Se o Dojo pode ajudar a fazer com que os carros ‘vejam’ e ‘reajam’, que outros mercados poderiam se abrir? Pense em qualquer dispositivo de ponta com uma câmera que tome decisões em tempo real com base em seu campo visual”, afirmaram os analistas. O banco elevou sua recomendação sobre as ações da Tesla de “equalweight” para “overweight” e a tornou sua principal opção, substituindo as ações da Ferrari listadas nos EUA. As ações da Tesla subiram quase 5,7%, a US$ 262,63, nas negociações do pré-mercado.

O Morgan Stanley elevou a previsão para 12 a 18 meses para as ações da Tesla em 60%, para US$ 400 – a mais alta entre as corretoras de Wall Street, de acordo com os dados da LSEG – o que, segundo a estimativa, daria à montadora um valor de mercado de cerca de US$ 1,39 trilhão. O valor de mercado atual é de cerca de US$ 789 bilhões, depois que as ações fecharam a US$ 248,50 dólares na sexta-feira, 8. Jonas espera que o Dojo gere maior valor em software e serviços.

O Morgan Stanley aumentou a estimativa de receita do negócio de serviços de rede da Tesla para US$ 335 bilhões em 2040, em comparação com os US$ 157 bilhões. Jonas espera que a unidade seja responsável por mais de 60% dos principais ganhos da Tesla até 2040, quase dobrando em relação a 2030. “Esse aumento é em grande parte impulsionado pela oportunidade emergente que vemos no licenciamento de frotas de terceiros e aumento da receita média mensal por usuário.” O múltiplo de preço/lucro futuro de 57,9 da Tesla para 12 meses está bem à frente das montadoras norte-americanas Ford, com 6,31, e General Motors, com 4,56.


https://jovempan.com.br