transporte-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ntc-logisitica-cnt-comjovem-sest-senat-sp-setcesp-setcergs-fetransul-aldo-rosa-1
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon

Paraná recebe “navio verde”, com velas de metal, após viagem inaugural

Paraná recebe “navio verde”, com velas de metal, após viagem inaugural

Sensação nos mares desde que partiu de Xangai, na China, no começo de agosto, o navio graneleiro Pyxis Ocean deve adentrar a Baía de Paranaguá nesta sexta-feira (15). O Porto de Paranaguá será o primeiro do Brasil a receber a embarcação. 

No porto paranaense, que é reconhecido por sua infraestrutura e capacidade de inovação, será carregado com 63 mil toneladas de farelo soja. O cargueiro, fretado pela Cargill, está sendo saudado em sua viagem inaugural porque utiliza velas metálicas, que podem ajudar a reduzir as emissões em até 30%. Esse sistema poderá ser o grande diferencial no futuro da navegação comercial.

A tecnologia, chamada BAR Tech WindWings, foi desenvolvida pela BRA Technologies, em parceria com Yara Marine Technologies, com apoio da União Europeia. Ela busca inovação e ganhos nos custos operacionais, além da redução na emissão de poluentes. A BRA trabalha em projetos náuticos, incluindo experiência em regatas oceânicas, como a America’s Cup.

Em maio do ano passado, o Porto de Paranaguá já havia recebido o navio MV Afros, também graneleiro e que usava velas rotatórias para ajudar na propulsão e reduzir o consumo de combustível. A economia pode chegar a 12,5% graças aos rotores que giram com a passagem do vento e ajudam na impulsão da embarcação. Assim como o Pyxis Ocean, possui motor a combustão, mas nesse caso pode atuar com menos potência e gastar menos combustível fóssil.

A Portos do Paraná é signatária do Pacto Global da ONU e tem se destacado para atrair embarcações que estejam alinhadas na busca pela redução de emissão de gases do efeito estufa. “É com grande alegria que rebemos essa nova embarcação, fruto da nossa produtividade comercial e do nosso compromisso ambiental reconhecido internacionalmente”, disse o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.


https://www.tribunapr.com.br