BNDES aprova financiamento de R$ 6 bilhões para Trem Intercidades

BNDES aprova financiamento de R$ 6 bilhões para Trem Intercidades

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social aprovou financiamento de R$ 6,4 bilhões para o projeto de implantação do Trem Intercidades, que vai ligar Campinas a São Paulo.

O governo do Estado chegou a cogitar o adiamento do leilão, previsto para novembro, por causa das negociações para esse dinheiro.

O Trem deve percorrer 101km entre as duas cidades no tempo previsto de 1 hora e 4 minutos.

Neste percurso ainda serão atendidos passageiros nas cidades de Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Valinhos.

Segundo o BNDES, a assinatura do contrato com o governo do Estado de São Paulo será feita na presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após ele se recuperar da operação no quadril.

O edital do Trem Intercidades prevê aporte de R$ 12,8 bilhões para a infraestrutura, incluindo a construção e modernizações. A concessão será de 30 anos, a partir do início da operação comercial.

As ligações serão feitas de forma expressa, entre Campinas e São Paulo, com parada em Jundiaí; a atual linha 7-Rubi, que vai passar a ligar Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Francisco Morato e Franco da Rocha à Estação Barra Funda. Hoje, a linha vai até a Estação Brás, na capital; e o trem intermetropolitano, saindo de Jundiaí, parando em Louveira, Vinhedo, Valinhos e Campinas.

Rafael Benini, Secretário de Parcerias em Investimentos, informou que o serviço intermetropolitano vai estar em funcionamento até 2029, enquanto o trem expresso deve começar a operar até 2031.


https://portalcbncampinas.com.br